Como investir em Bitcoin (BTC) e criptomoedas - BTCSoul

Qual o problema na minha estratégia?

Antes de mais nada, tenho 22 anos com renda mensal (só meu salário) de aproximadamente R$ X mil e sou um completo iniciante nessa área. Tudo que estou fazendo por enquanto é com valores que eu posso arcar sem problemas. Não estou seguindo nenhum padrão ou estratégia vista em algum lugar, tudo que estou fazendo é a partir de conclusões que eu mesmo tirei com esta pouca experiência que tenho.
Basicamente estou vendendo e comprando Bitcoin constantemente para ganhar na variação a curto prazo. Nesses últimos meses o Bitcoin vem variando bastante entre U$ 6800 e U$7500. O que estou fazendo é comprar em um período de "baixa" considerando as últimas 4 ou 5 horas e vendendo quando atinge um certo ganho. Se subir, por exemplo nos próximos minutos 0.5% eu já vendo (a não ser que estava muito abaixo, ai eu seguro mais um tempo). Se houver uma queda, eu simplesmente faço HOLD até subir. Em 1 mês (fazendo esses trades em média 2 dias por semana) tive um aumento de 6% do meu valor inicial.
O meu objetivo inicial era: apenas manter uma porcentagem de meus capitais em Bitcoin (5% ~ 10%) para o longo prazo. Então, o que meu chamou atenção nessa estratégia foi: como estou apostando no longo prazo, não vejo por que não fazer esses trades momentâneos para tirar vantagem da flutuação, sendo que se eu fizer uma compra e o valor cair muito, eu já estava em mente em fazer um HOLD a longo prazo, então não vejo uma forma de perder dinheiro fazendo isso (a não ser que o Bitcoin desvalorize a longo prazo, mas considerando isso eu ia perder no hold de qualquer forma).
Então, no final das contas o que eu estou considerando é:
Esses seriam o meu foco, sem contar os outros investimentos como forma de diversificação, como grandes nacionais/internacionais de outros setores ou até mesmo altcoins.
E a ajuda que eu preciso é justamente para identificar os pontos falhos na minha estratégia (considerando só a parte do Bitcoin, mas também gostaria de ouvir sobre o todo). O que eu consegui enxergar até agora é:
submitted by HugoVS to investimentos [link] [comments]

Arbcrypto - Quando a UNICK fechar venha para esse investimento! nível MUNDIAL

Arbcrypto - Quando a UNICK fechar venha para esse investimento! nível MUNDIAL
CEO da UNICK Academy já declarou que o marketing multinível vai fechar quando atingir o número de 15M de usuários. FX Trading já deixou de operar. Entre em um novo negócio de nível MUNDIAL!

Realize seus sonhos! link para cadastro
https://wallet.arbcrypto.io/tarcisohb

A Arbcrypto é um projeto do grupo ARBSOLUTIONS CORP. A Arbsolutions Corp, fundada em belize, região da América Central, é uma empresa com foco em soluções de tecnologia e desenvolvimento de ferramentas ao mercado de Criptomoedas
link do material de apresentação de negócio:
https://arbcrypto.io/APN_BR.pdf

link vídeo de apresentação:
https://www.youtube.com/watch?v=NgNz6sfC_iQ
https://reddit.com/link/ccl599/video/1z6m0oduyz931/player
Depósitos em BITCOINS!
✅Planos de Investimento:
✅De U$100 a $600: 200% em 9 meses
✅De U$600 a $3100: 200% em 7 meses
✅A partir de U$3100: 200% em 6 meses
✅Indicação direta 10%
✅Binário 6% ou 10%

link para cadastro
https://wallet.arbcrypto.io/tarcisohb
submitted by tarcisohb to u/tarcisohb [link] [comments]

Brasília ganha loja física de Bitcoin SP e Florianópolis são as próximas

A BitcoinToYou, única empresa com lojas físicas do Brasil a realizar transações entre o real e a moeda virtual, inaugurou seu segundo estabelecimento no país ontem (21), em Brasília. A primeira a comercializar bitcoins foi aberta em Curitiba, em junho do ano passado, e as próximas deverão ser em São Paulo e Florianópolis, ainda este ano, segundo a empresa.
O que é
A unidade monetária Bitcoin (BTC) é uma moeda online que não possui uma gerência central, tendo seus valores descentralizados a partir de transações por rede de compartilhamentos P2P (ponto-a-ponto). Por também não depender de intermediários financeiros, como bancos e instituições reguladoras como o Banco Central, as transações não contam com impostos e possuem taxas menores de transação.
De acordo com o dono da BitcoinsToYou, André Horta, a abertura da loja em Brasília promete ser lucrativa uma vez que a cidade divide com São Paulo o mérito de ser um dos locais com maior volume real de movimentação da moeda no Brasil. Se cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte também possuem grande número de adeptos da moeda, ainda ficam atrás no quesito de valores movimentados.
Para Adriano Zanella, o franqueado da nova loja, o objetivo é oferecer um espaço seguro com troca de ideias e informações entre funcionários e clientes, aumentando assim o nível de confiança dos brasileiros na moeda virtual.
Se hoje os principais compradores do bitcoin são pessoas que realizam trocas de câmbio para viagens internacionais e usuários de lojas online, a proposta do BitcoinToYou é estimular o comércio convencional a adotar a carteira de bitcoins, assim como já acontece em outras cidades e países. Dell, Amazon, Microsoft e BestBuy são algumas das marcas que aceitam pagamentos com a moeda.
A bolsa de Nova York, coincidentemente, acabou de adotar uma taxa de conversão entre bitcoins e dólares, com a justificativa de interesse dos seus negociantes pela cotação da moeda eletrônica.
A loja de Brasília, assim como a de Curitiba, vende cartões pré-pagos e aceita compras através de dinheiro e transferência bancária. Os donos também estudam a possibilidade da venda de bitcoins através de cartão de crédito, adotando até opção de parcelamento.
Além disso, será possível que comerciantes locais recebam em bitcoins e troquem a transação rapidamente por reais, aproveitando as altas e baixas da moeda sem se submeter a prazos e taxas das operadoras de crédito.
Como investir em Bitcoins e por quê? Veja no Fórum do TechTudo.
Sobre o risco, Adriano não tem dúvida de que se encontra em um negócio seguro e promissor. “No Brasil não é muito comum porque a gente não vê acontecendo, mas várias empresas de sucesso já adotam a transação em bitcoins, que vai ganhando espaço no futuro”, diz ele.
Segurança garantida
André Horta atenta para os cuidados com a segurança do sistema da loja, que possui servidores na Califórnia e na Flórida, além de investimentos em criptografia, certificado SSL e outros métodos que os próprios bancos usam, como autenticação de dois fatores e replicação de dados.
Além disso, há uma reserva de 90% dos valores em poder da empresa em paper wallet, uma garantia física de que a moeda digital não se perderá com uma invasão de software, por exemplo. “Hoje é uma técnica conhecida no mundo todo, todas as exchanges de ponta já usam”, explica André.
Apesar da alta volatilidade do bitcoin, que chega a variar cerca de R$ 30 a R$ 40 por dia, o saque dos valores adquiridos é imediato, de acordo com Adriano, o que aumenta a confiabilidade no sistema. Hoje com uma cotação de 1 bitcoin para cada R$ 758,74, o bitcoin já chegou a variar de US$ 200 a mais de US$ 1.000 em um período de alta na cotação. Os primeiros compradores do sistema, que foi criado em 2009, hoje são milionários.
submitted by souzapex to oBitcoin [link] [comments]

CARTA DE RICK FALKVINGE SOBRE O HARD FORK DO BITCOIN E RUMOS

CARTA DE RICK FALKVINGE NA SUBREDDIT /BTC SOBRE O HARD FORK DO BITCOIN E RUMOS Traduzido por Criptonauta – https://reddit.com/useCriptonauta
Alguns conselhos para o Classic e apoiadores
Então parece que o hard fork está acontecendo. Muitas pessoas têm lutado duro e por bastante tempo para aumentar o limite do blocksize, usando maneiras variadas, e parece estar finalmente acontecendo.
O Core não aproveitou a última oportunidade disponível para incluir um aumento do limite do blocksize no 0.12, mas anunciou um candidato a lançamento sem essa característica. Então é isso, é quando o fork acontece ou não acontece. Nesse momento, baseado no apoio anunciado, o fork parece estar seguindo adiante. Muitas pessoas que apoiam o Classic estão sentindo um grande alívio, mesmo se pessoas saibam que esse esforço não está feito até que o gatilho do blocksize tenha sido ativado na rede. Está longe disso nesse momento – nem mesmo há um código lançado. Mas tudo parece estar indo na direção certa.
É importante refletir sobre como isso é mais do que uma discussão sobre funcionalidades. Essa é uma eleição do que as pessoas decidem vem a decidir as funcionalidades direção, qualidade e visão seguem adiante. E como Satoshi declarou, há apenas uma coisa que determina o resultado da eleição: qual código está produzindo a corrente mais longa. É assim que a democracia do bitcoin funciona, bem assim.
Essa não é uma seleção de funcionalidades. É muito maior do que isso. É uma eleição de governança e administração para o futuro.
Como na maioria das eleições, sempre há muita animosidade – em ambas as direções. Assim, calcanhares bateram firme, valas se tornaram trincheiras e preferências se tornaram prestígio, as pessoas estão começando a chamar umas às outras e a acusar o outro lado por não trabalhar no que é melhor para o bitcoin, e ativamente citando nomes específicos em contextos negativos.
Quando aqueles no poder fazer isso a você, você está sentindo tudo no livro entre ressentimento, menosprezo e ultraje. É fácil fazer a mesma coisa de volta. Há até mesmo sugestões de que o Core está deliberadamente sabotando o bitcoin em benefício de... uma seleção de atores.
Isso cria uma cultura tóxica levando ao ponto da eleição, onde as pessoas estão com medo de tomar atitudes positivas ao bitcoin em antecipação de toda a atenção negativa que se segue – pois em tal ambiente, praticamente toda a atenção será negativa.
Isso não ajuda aquelas pessoas incumbentes de posições de poder tenderem a “fazer aquilo que elas devem, porque elas podem” de forma a preservarem o status quo, não importa o quão pequena ou insignificante aquela incumbência seja – isso inclui tudo desde o apagamento de discussões pelo Theymos, via tolos ataques DDoS a nodos XT, à venenosa requisição de pull ao Classic, sobre matar todo o investimento em hardware de mineração. Ações como essas não são totalmente desculpáveis, mas eles ainda são humanos: pessoas tendem a cometer o erro muito humano de deixarem os fins justificarem os meios, com os fins sendo aquilo que acreditam ser o melhor para a rede bitcoin.
É claro, outras pessoas discordam do que é melhor para a rede bitcoin, e a toxidade segue até que o conflito seja resolvido. E além. A toxidade irá permanecer até que ativamente removida pela liderança.
É a responsabilidade do vencedor em qualquer racha terminar a tóxica cultura de animosidade de hostilidades e adversarialismo pessoal. Eu não posso reforçar isso o suficiente.
A história é cheia de exemplos onde os vencedores se recusaram a viver junto com os perdedores e reconstruírem juntos o mundo uma vez que o conflito foi resolvido. Isso nunca termina bem. Por outro lado, onde o oposto é verdade – o fim da segregação da África do Sul por Mandela como presidente me vem à mente como um bom exemplo de liderança aqui – pessoas aprendem a deixar a animosidade para trás.
Existe um thread muito upvoted sobre manter a moral alta no /btc, o que me faz feliz. Contudo, um esforço como o que estou descrevendo vai além de não se comportar mal. O lado vencedor deve ativamente assumir a responsabilidade pela reconciliação.
Muitas pessoas que submeteram código para o Core (e anteriormente) são coders habilidosos, e no final, trabalhando por suas visões. Essa visão não tem que ser incompatível com a visão do Classic, de forma alguma – pode ser apenas uma questão de prioridades de funcionalidades levemente diferente, com pessoas pretendendo colocar tudo lá, de qualquer modo.
Isso assume, é claro, que o hard fork ocorra. Nós ainda não estamos lá. Não tenha o sucesso como garantido; muitos projetos falharam por terem o sucesso como garantido.
(Eu também gostaria de saudar Jonathan Toomim por não participar do racha, e ao invés disso se focar em solucionar o problema para a aceitação da maioria das pessoas. MVP reais aqui.)
Alguns conselhos para o Core e apoiadores
É fácil sentir ressentimento nesse estágio, ter feito tanto trabalho duro e escrito tanto código de alta qualidade e ainda receber uma tempestade de merda por isso. Quando eu estava liderando o Partido Pirata Sueco no Parlamento Europeu, fui gradualmente me acostumando em receber uma barragem de granadas de críticas por tudo que eu fazia e pelo que não fazia, todos os dias, começando com quando eu havia ou não me levantado da cama pela manhã.
É muito difícil explicar o que isso faz à sua psique para alguém que não tenha passado por isso. Imagine que todo mundo está lá fora para pegar você, todos os dias, e lhe dando um esporro alto, o culpando por tudo, desde a laranja ser redonda até a má interpretação por um Mongol sobre o que você disse três anos atrás.
Não estou exagerando quando eu digo que as pessoas provavelmente poderiam piscar os olhos e irem usar camisas de força por muito menos.
Mas o ponto crucial quando se está numa posição de liderança é que, receber críticas por absolutamente tudo, é manter sua habilidade para classificar as críticas mais relevantes das dos motoristas no banco de trás, que fazem a vida de reclamar mas não contribuir. Você também tem que confiar em sua bússola interna da visão que você quer alcançar.
Do que eu posso dizer, o Core cometeu o erro comum, mas crucial, de se isolar da comunidade e assumir a posição de expert quando todo mundo mais está confiando nessa bússola interna sobre críticas externas, onde o Core está de alguma forma certo por definição – o desenvolvimento ocorre da forma quiser, ponto. Isso é muito perigoso para qualquer projeto open source / software livre. Outras pessoas são tão inteligentes quanto e podem ter experiência e habilidade consideráveis para avaliar as alegações feitas, e elas deveriam, não, devem ser seriamente levadas em consideração.
Para ilustrar apenas um ponto, vamos dar uma olhada aqui na solução de escala do Core, Segregated Witness.
Quando aplico minha experiência não-trivial em programação e design de sistemas – eu comecei a programar 37 anos atrás – eu vejo essas duas opções para escalar o bitcoin em curto prazo:
OPÇÃO UM – Mudar o limite do blocksize, aumentando para dois megabytes. Uma linha de código para a constante, aproximadamente dez LOCs para ativação do trigger lógico. Requer o upgrade de uma maioria de softwares de servidores.
OPÇÃO DOIS – Introduzir Segwit. Aproximadamente 500 linhas de código novo, dos quais pelo menos 100 no código hipersensível de consenso. Requer o upgrade da maioria dos softwares de servidores e todos os clientes/softwares de wallet e hardware de cliente/carteira, especialmente aqueles que precisam pagar dinheiro por um endereço arbitrário (como o Segwit apresenta um novo tipo de endereço que tanto o remetente quanto o destinatário devem lidar).
Quando os proponentes da escalabilidade do Core me dizem que a Opção Dois aqui é melhor porque é mais segura e tentam me fazer compreender essa afirmação, ou eu sou completamente insano ou a declaração é equivalente a “preto é branco e em cima é em baixo”. Não é somente contra toda a experiência em gerenciamento de risco em engenharia de software, é algo que vai tão longe que não reflete mais a luz do sol.
Quando eu tento entender mais e desafio a asserção de que a Opção Dois é mais segura – sobre o que devo dizer que são fundamentos muito bons – me é dito que eu deveria deixar o design para os experts e que eu não entendo o suficiente da complexa máquina que é o bitcoin. Eu sei, eu sou capaz de aprender complexidades, mas eu sou firmemente dito para nem tentar.
Essa não é a forma como teve sucesso em manter a comunidade. Isso não é como você quer fazer com que as pessoas usem seu código.
É claro, as pessoas são livres para rodarem quaisquer códigos que gostem. Mas as verificadas e balanços em uma comunidade de código aberto é simples: se a liderança por um projeto constrói algo diferente do que as pessoas querem rodar, elas irão rodar alguma outra coisa. É, portanto, do interesse da liderança escutar que software a maioria da comunidade quer usar. Esses interesses que competem fornecem as verificações e balanços.
Agora, eu entendo as complexidades de uma transferência de bloco vezes através do firewall chinês e que testes preliminares indicam que um full node típico está saturado com um bloco de 32 megabytes. Todavia, nenhum desses limites será alcançado por esse escalamento em particular. Também, quando indo por uma senda como essa, você trabalha em um problema por vez, resolve um gargalo por vez. As pessoas vêm sinalizando pela necessidade de aumentar o blocksize por... eu não tenho as datas aqui em mãos, mas deve ser por boa parte do ano, se não mais. Mais adiante no caminho, escalar a capacidade dos nodes pode ser feito de uma série de formas, desde GPUzar ECDSA para hardware especializado, mas isso não é o gargalo iminente.
Quando tal enorme quantidade de dados cruciais (na necessidade de aumentar o limite do blocksize) é ignorado, isso é feito sob o perigo do projeto.
As pessoas na comunidade bitcoin são geeks inteligentes, capazes de inalar quantidades absurdas de informação e cruzar referências entre todas elas. Se você é incapaz de explicar por que sua solução é melhor do que outra proposta, as pessoas ficarão extremamente insatisfeitas com a resposta “porque somos experts” – pois você deve assumir que outras pessoas na comunidade, em caso geral, são pelo menos tão inteligentes ou mais do que você é. É até mesmo possível que se você não puder explicar sua solução para uma mente aberta e inteligente, ela não seja uma boa solução.
Finalmente, algumas reflexões pessoais Infelizmente, eu acredito que o desenvolvimento do bitcoin perdeu o tato com necessidades de larga-escala durante o ano passado. No momento, há três casos de uso que todas as novas funcionalidades deveriam buscar melhorar:
Transferência de Remessa (Remittance): O ato de enviar dinheiro entre indivíduos em países diferentes.
Substituição de cartões de crédito: das perspectivas de tanto o pagador quanto do comerciante (dois casos de uso diferentes). Isso significa que um pagamento deve ser instantâneo, fácil, e muito mais barato do que uma operação via cartão de crédito. Esses três casos de uso diferentes devem ser frontal esquerda, direita e centro quando fazendo qualquer design na rede blockchain, até onde sei. Eles também reforçam a cada um quando fundos recebidos por remittance não tem que ser convertido em fiat para ser usado na compra de algo.
Se não houver lucro a ser feito no uso do bitcoin como substituto de pagamentos via cartão de crédito, bitcoin não será usado em escala. Desdobramento e ultrapassar sistemas legacy dependem inteiramente de ganhos financeiros na comercialização. A história começa e termina com essa observação.
É por isso que estou preocupado quando olho as características do 0.12. Não vejo nenhuma funcionalidade tendo como alvo algum desses três casos de uso. Fato é, eu vejo pelo menos uma funcionalidade degradando severamente a capacidade de substituir os cartões de crédito – RBF – e a falta de escalabilidade colocando em risco severamente, para não dizer removendo definitivamente, a lucratividade em substituir os cartões de crédito.
O que eu vejo, ao invés disso, é a engenharia pela engenharia. A pergunta de “quem é o cliente?” parece ter se perdido no processo. Enquanto é discutível que não haja clientes em um projeto open-source, de qualquer forma há uma importância em compreender onde os pinos da bola de boliche estão para uma tecnologia disruptiva como essa – e certamente não é no tempo de inicialização de um novo node. Eu argumentaria que, ao invés disso, os pinos da bola de boliche são os três casos de uso que listei acima, e adoraria ver um foco mais forte em casos de uso tangíveis indo em frente mesmo se as pessoas discordarem com minhas escolhas de casos.
Para o alto e avante. O bitcoin irá se recuperar e continuar.
Vamos todos aprender com essa experiência.
submitted by criptonauta to oBitcoin [link] [comments]

GLOBO.com Brasília ganha loja física de Bitcoin; SP e Florianópolis são as próximas

A BitcoinToYou, única empresa do Brasil a realizar transações entre o real e a moeda virtual, inaugurou sua segunda loja física no país ontem (21), em Brasília. A primeira a comercializar bitcoins foi aberta em Curitiba, em junho do ano passado, e as próximas deverão ser em São Paulo e Florianópolis, ainda este ano, segundo a empresa.
A unidade monetária Bitcoin (BTC) é uma moeda online que não possui uma gerência central, tendo seus valores descentralizados a partir de transações por rede de compartilhamentos P2P (ponto-a-ponto). Por também não depender de intermediários financeiros, como bancos e instituições reguladoras como o Banco Central, as transações não contam com impostos e possuem taxas menores de transação.
De acordo com o dono da BitcoinsToYou, André Horta, a abertura da loja em Brasília promete ser lucrativa uma vez que a cidade divide com São Paulo o mérito de ser um dos locais com maior volume real de movimentação da moeda no Brasil. Se cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte também possuem grande número de adeptos da moeda, ainda ficam atrás no quesito de valores movimentados.
Para Adriano Zanella, o franqueado da nova loja, o objetivo é oferecer um espaço seguro com troca de ideias e informações entre funcionários e clientes, aumentando assim o nível de confiança dos brasileiros na moeda virtual.
Se hoje os principais compradores do bitcoin são pessoas que realizam trocas de câmbio para viagens internacionais e usuários de lojas online, a proposta do BitcoinToYou é estimular o comércio convencional a adotar a carteira de bitcoins, assim como já acontece em outras cidades e países. Dell, Amazon, Microsoft e BestBuy são algumas das marcas que aceitam pagamentos com a moeda.
A bolsa de Nova York, coincidentemente, acabou de adotar uma taxa de conversão entre bitcoins e dólares, com a justificativa de interesse dos seus negociantes pela cotação da moeda eletrônica. A loja de Brasília, assim como a de Curitiba, vende cartões pré-pagos e aceita compras através de dinheiro e transferência bancária. Os donos também estudam a possibilidade da venda de bitcoins através de cartão de crédito, adotando até opção de parcelamento.
Além disso, será possível que comerciantes locais recebam em bitcoins e troquem a transação rapidamente por reais, aproveitando as altas e baixas da moeda sem se submeter a prazos e taxas das operadoras de crédito.
Sobre o risco, Adriano não tem dúvida de que se encontra em um negócio seguro e promissor. “No Brasil não é muito comum porque a gente não vê acontecendo, mas várias empresas de sucesso já adotam a transação em bitcoins, que vai ganhando espaço no futuro”, diz ele.
Segurança garantida
André Horta atenta para os cuidados com a segurança do sistema da loja, que possui servidores na Califórnia e na Flórida, além de investimentos em criptografia, certificado SSL e outros métodos que os próprios bancos usam, como autenticação de dois fatores e replicação de dados.
Além disso, há uma reserva de 90% dos valores em poder da empresa em paper wallet, uma garantia física de que a moeda digital não se perderá com uma invasão de software, por exemplo. “Hoje é uma técnica conhecida no mundo todo, todas as exchanges de ponta já usam”, explica André.
Apesar da alta volatilidade do bitcoin, que chega a variar cerca de R$ 30 a R$ 40 por dia, o saque dos valores adquiridos é imediato, de acordo com Adriano, o que aumenta a confiabilidade no sistema. Hoje com uma cotação de 1 bitcoin para cada R$ 758,74, o bitcoin já chegou a variar de US$ 200 a mais de US$ 1.000 em um período de alta na cotação. Os primeiros compradores do sistema, que foi criado em 2009, hoje são hoje milionários.
FONTE GLOBO.COM
submitted by brasilbitcoin to BrasilBitcoin [link] [comments]

PROOF OF SERVICE - WALLET PLLUS Vale a pena Investir em Bitcoins 2019 ? Vídeo com Exemplo ... Monedhe Empresa Top Para Investimento em Bitcoin! COMO INVESTIR EM BITCOINS - COM @Richard Rytenband  FAVELADO INVESTIDOR Bitcoin do Zero ao 100 - YouTube

O bitcoin é o maior e mais conhecido e comprado nesse mercado. Investir em cripto moedas não e tão fácil assim, Fazer um investimento em bitcoins, por exmplo, É um investimento de alto riscos mais ganhos muitos alto. Começar com pouco (entre R$100,00–1.000,00) pode ser a melhor opção para você. Por favor, tenha em mente que: ao negociar CFDs bitcoin, você não está comprando bitcoin, mas negociando valores sobre seu valor. Isto significa que se você comprar um CFD em bitcoin, você não vai receber nenhum bitcoin. Além disso, negociar CFDs de bitcoin é uma operação de curto prazo, ao contrário de um investimento tradicional. Para quem está começando ou já trabalha com criptomoedas o investimento em bitcoin é algo que causa um certo receio. O principal motivo é que o Bitcoin e outras criptomoedas de maior importância foram criados para ser um ativo digital de troca e não para serem usados em bolsas fazendo trading ou para investir em sites. A ideia desde o início foi para que cada um tivesse a sua wallet ... Duas corretoras recomendadas para investir em bitcoin e outras criptomoedas – e algumas dicas para escolher a sua . Saiba o que olhar na hora de escolher uma exchange e confira nossas recomendações de corretoras brasileiras. Bruna Furlani. 9 de novembro de 2019 5:30 - atualizado às 12:58 Exchanges brasileiras possibilitam o investimento em reais. Imagem: Shutterstock Agora que você já ...

[index] [7676] [4260] [2585] [42341] [831] [16707] [25447] [38244] [15884] [31376]

PROOF OF SERVICE - WALLET PLLUS

This video is unavailable. Watch Queue Queue. Watch Queue Queue Bitcoin intriga e chama a atenção de muitas pessoas pelo fato de poder gerar grandes lucros em um curto espaço de tempo (comparado com outros investimentos),... Investimento em Bitcoin do Zero ao 100 - Usando Inteligência Artificial - Introdução 608 views 10 months ago Precisa de Ajuda me Chame no Whatsapp: +55 27 99668-7471 - Romero Carvalho QUER DOBRAR O SEU INVESTIMENTO EM 60 DIAS, GANHAR COM REDE BINÁRIA ? ESSE É O INVESTIMENTO CERTO. LINK https://www.walletpllus.com/leandrombtc CONTATOS DO ... Nexo Wallet e Bit GO/ Investimento e empréstimo com bitcoin, dólar e outras criptomoedas. ... MELHOR INVESTIMENTO EM BITCOIN 5% DE LUCRO DIÁRIO BTCFURY - Duration: 5:19. Lucrando No Android ...

#